Buscar Espetáculos
Buscar Teatros
Informativo
Comentários
Escolas de teatro
Festivais de teatro
 
teatrochik / estrevista com Luiz Guilherme


ENTREVISTA COM LUIZ GUILHERME
por Alberto Nishitani
alberto@teatrochik.com.br

22/06/2004

O ator de "Ladrão que rouba ladrão", Luiz Guilherme

TeatroChik: Assisti “Ladrão que rouba ladrão” no dia da estréia. Você suava tanto que a camisa ficava molhada. Essa peça é cansativa para o ator? Você emagrece depois de uma sessão?

Luiz Guilherme: Como você pode perceber, a peça é um pique só, e só funciona se ele for mantido. Quanto ao suor, faço com que seja parte da interpretação. A angústia pela qual Ivan passa, além da correria, faz com que ele fique suado. Mas isso também é um truque, pois bebo um litro de água antes de entrar em cena, e outro durante o espetáculo.
Antes de a peça ser cansativa, ela é muito divertida para nós.

TeatroChik: Como é trabalhar com Débora Duarte? Ela é uma atriz muito respeitada. Isso intimida de alguma maneira?

Luiz Guilherme: Em momento algum Débora nos intimida. Antes de tudo, ela nos estimula. É uma grande parceira. Uma atriz que prefere trabalhar em equipe. É a única forma de se trabalhar.

TeatroChik: Fale um pouco sobre o início de sua carreira.

Luiz Guilherme: Comecei fazendo o "Vigilante Rodoviário" com 11 anos de idade. Não era o cachorro, fiz o menino (risos). E, depois disso, só voltei a trabalhar como ator em 1979 em "A Ópera do Malandro".

Luiz Guilherme, Débora Duarte e Rogério Fabiano

TeatroChik: Que personagem ainda falta interpretar? Aquele que você sonha em fazer um dia.

Luiz Guilherme: Meu sonho a realizar, quando tiver maturidade e idade, é "A Morte do Caixeiro Viajante".

TeatroChik: O que acha da diversidade de gêneros de peças de teatro que temos em São Paulo?

Luiz Guilherme: Nada como a diversidade, a possibilidade de escolha.

TeatroChik: O público brasileiro adora uma comédia. Os americanos parecem gostar mais de musical. Você acha que a maioria dos produtores prefere montar comédias por causa do dinheiro? Qual a sua visão dessa questão comercial, em contraste com a parte artística?

Luiz Guilherme: Não acho que questão comercial e parte artística sejam conflitantes. Como disse na resposta anterior sobre diversidade, fazemos nossas escolhas. Acho que, em todos os gêneros, o que tem que existir é qualidade.

TeatroChik: Quais os trabalhos que te deram grande satisfação? Desses que você vai citar sempre nas entrevistas.

Luiz Guilherme: Em televisão, duas personagens que gostei de fazer: Oreste Ristori, em "Anarquistas, Graças a Deus", e Manolo em "Kubanacan". Poderia ainda citar Dom Rafael em "O Direito de Nascer".

Débora Duarte e Luiz Guilherme

Trabalhos do ator:

Teatro:
Ópera Do Malandro ( Chico Buarque De Hollanda )
Dir. Luiz Antonio Martinez Correa

Viúva , Porém Honesta ( Nelson Rodrigues )
Dir. Roberto Lage

Um Bonde Chamado Desejo ( Tenessee Williams )
Dir. Maurice Vaneau

Quartet ( Heiner Müller )
Dir. Gabriel Vilela

Brasil S.A.

Sos Brasil ( Antonio Ermírio De Moraes )
Dir. Marcos Caruso

Rei Lear ( William Shakespeare)
Dir. Ron Daniels

Uma Questão De Imagem ( Izaías Almada )
Dir. Izaías Almada

Tio Vania ( Tchecov )
Dir. Celso Frateschi

Ladrão Que Rouba Ladrão ( Ray Cooney )
Dir. Cyrano Rosalém

Televisão:
Anarquistas, Graças A Deus E Rabo De Saia
Dir. Walter Avancini

Pacto De Sangue
Dir. Herval Rossano

Deus Nos Acuda

O Vira-Lata
Dir. Jorge Fernando

As Pupilas Do Sr. Reitor

Sangue Do Meu Sangue
Dir. Del Rangel E Henrique Martins

Dona Anja

O Direito De Nascer
Dir. Roberto Talma

Estrela De Fogo
Dir. Luiz Antonio Piá

Fala Dercy
Dir. Marcos Caruso

Esplendor

Uga-Uga

Quinto Dos Infernos
Dir. Wolf Maya

Terra Nostra
Dir. Luiz Fernando Carvalho

Kubanacan
Dir. Wolf Maya

Cinema:
O Beijo Da Mulher Aranha
Dir. Hector Babenco

Jogo Duro
Dir. Hugo Giorgetti

Contos De Lígia E Morte
Dir. Del Rangel

O Príncipe
Dir. Hugo Giorgetti


O Pai

Terapia Sexual, Um ato de amor
APOIO PATROCÍNIO APOIO
home estréias espetáculos teatros ingressos entrevistas galeria história comentários cadastros
contato | política de privacidade | nota legal
 
Copyright © TeatroChik.com - Tudo sobre o teatro brasileiro