Buscar Espetáculos
Buscar Teatros
Informativo
Comentários
Escolas de teatro
Festivais de teatro
Quer receber informações exclusivas? Então cadastre-se aqui!

Seu nome:
Seu email:
 

Alterar cadastro

Remover cadastro
Quer conversar com alguém sobre teatro?

Digite seu nome e entre numa sala:

Você acha que uma peça pode melhorar a auto-estima do espectador?

Entre já

teatrochik / comentários


COMENTÁRIO DO ESPETÁCULO TOC TOC
Elenco da peça

“...o riso é conseqüência do bom trabalho apresentado no palco...”

Palavrões ainda são o grande motivo da platéia entregar-se às gargalhadas, prepare seus ouvidos por que o espetáculo “Toc toc” está cheio dos mais subversivos e hilários insultos.

O texto é Francês, do celebrado autor Laurent Baffie e desembarcou em terras tupiniquins pela tradução e adaptação de Clara Carvalho, a direção é de Alexandre Reinecke e o bom elenco cumpre a promessa do espetáculo; o riso é garantido.

O texto é ágil, um besteirol inteligente e divertido, a história fala de seis estranhos que encontram-se na sala de espera de um consultório médico, o Dr. Stern é um renomado especialista no Toc (transtorno obsessivo compulsivo) mas algo de errado acontece, o Dr. Stern não chega para a consulta, os pacientes então decidem iniciar uma bizarra e divertida terapia em grupo. Somos apresentados então aos respectivos “Tocs” e manias de cada personagem, o senhor que fala palavrões cabeludos e faz gestos obscenos, o taxista que realiza cálculos com tudo o que vê pela frente , a senhora religiosa que verifica sua bolsa à todo instante, a garota que tem mania de assepsia e passa a maior parte do espetáculo lavando as mãos, ao menino que tem obsessão pela simetria e a garota que repete sempre duas vezes a mesma frase.

Elenco da peça

As personagens são ricas de gestos e inflexões, e os atores, todos eles, dominam o texto e o público, causando a simpatia imediata com a platéia e dividindo com ela seu pessimismo, sua esperança e suas piadas.

 O circo está montado,  a marcação permite improvisos, o cenário é funcional, a luz é boa, a trilha entra na hora certa e os atores sabem até onde chegar para não transformarem suas personagens em “ palhaços”, o riso é conseqüência do bom trabalho apresentado no palco, e o divertido espetáculo de de 1hr e 30 min. acaba sem sentirmos que a hora passou.

Por: Guilherme Junqueira
coroinhadopadre@hotmail.com

Este espetáculo já saiu de cartaz
O Pai

Terapia Sexual, Um ato de amor
APOIOPATROCÍNIOAPOIO
homeestréiasespetáculosteatrosingressosentrevistasgaleriahistóriacomentárioscadastros
contato | política de privacidade | nota legal
 
Copyright © TeatroChik - Tudo sobre o teatro brasileiro